Visualizar

O material que expõe as regras para o trânsito internacional de animais foi atualizado. Com o objetivo de facilitar ainda mais o acesso a informações relacionadas ao tema, o guia orienta e traz link para o sistema de emissão de certificados eletrônicos para embarques aos Estados Unidos. O processo permite que toda a documentação seja enviada e recebida de forma on-line. A nova versão traz, ainda, diretrizes do acordo com mais cinco países, além de recursos facilitadores.

 

O material dispõe das mudanças nas normas para a entrada de cães e gatos brasileiros na África do Sul, Colômbia, Japão, Peru e Estados Unidos. Também foram incluídas as regras da Rússia, Bielorrússia, Armênia, Cazaquistão e Quirguistão, países que compõem a União Econômica Eurasiática, que firmou acordo com o Brasil para o trânsito de cães e gatos.

 

Além da atualização, também foi lançado o “Guia para Utilização de Passaporte para Trânsito de Cães e Gatos”. “Identificamos a necessidade de abordar o assunto separadamente, devido ao grande volume de dúvidas que surgiam no SVA/GRU, mesmo em meio ao crescimento da emissão de passaportes”, conta o médico-veterinário Luiz Carlos Teixeira de Souza Junior, auditor fiscal federal agropecuário.

 

A incidência de problemas nos atestados de saúde emitidos por médicos-veterinários chegava a provocar a rejeição de 40% dos documentos. “Antes havia uma disseminação de informações equivocadas e até a inexistência de explicações fundamentais para que os médicos-veterinários pudessem atender às regras”, comenta o médico-veterinário.

 

O documento foi criado no início deste ano e é fruto da parceria entre o Conselho Regional de Medicina Veterinária do Estado de São Paulo (CRMV-SP) e o Serviço de Vigilância Agropecuária local (SVA/GRU) – unidade do Sistema de Vigilância Agropecuária Internacional (Vigiagro) do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA). A parceria foi ampliada e conta agora com a participação do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical).

 

Sabendo da importância do material, o Anffa Sindical ofereceu apoio. “Nossa equipe de comunicação fez a diagramação e também fará impressões do Guia para colaborar com a eficiência do trabalho dos auditores”, disse o diretor de Comunicação e Relações Públicas do Anffa, Roberto Siqueira Filho.

Fonte: Revista Cães & Gatos
23 janeiro de 2019